• Turismo

      27/05/2013 | Teatro de Ópera de Campinas

      SP vai investir R$ 80 milhões em novo teatro em Campinas


      Anúncio foi feito pelo governador Geraldo Alckmin após participação na Virada Cultural Paulista no município, não foi cumprido por falha na gestão do prefeito.

      Descentralizar a cultura, levando equipamentos e eventos importantes não só à capital, mas também ao interior do Estado. Este é o objetivo do
      Governo de São Paulo, que possui projetos como a Virada Cultural Paulista e o Circuito Cultural Paulista. Neste domingo, 26, o governador Geraldo Alckmin participou da Virada, assistindo ao concerto da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) em Campinas.

      Na visita à cidade, Alckmin assinou decreto que autoriza a Secretaria da Cultura a firmar convênio com a prefeitura para a construção do Teatro Carlos Gomes. "São R$ 80 milhões, 1.200 lugares, um novo teatro de ópera à altura de Campinas, homenageando este grande campineiro, talvez o maior compositor do século 19, que foi Carlos Gomes", afirmou Alckmin. "Estamos descentralizando a cultura. Em vez de termos só equipamentos em São Paulo, estamos descentralizando para o interior", completou.

      Assim que a prefeitura de Campinas concluir o projeto executivo do teatro, a obra poderá ser licitada. A licitação também será de responsabilidade da prefeitura, e o Estado liberará os recursos.

      O teatro será construído dentro do Parque Ecológico Monsenhor Emílio José Salim. O governador Geraldo Alckmin assinou decreto que transfere, por 99 anos, o uso do parque ao município. O local possui cerca de 1,1 km² de área e projeto paisagístico de Burle Marx.

      Concerto da Osesp

      A apresentação da Osesp, que teve regência do maestro Roberto Tibiriçá, fez parte da programação da Virada Paulista, realizada pelo Governo de São Paulo em 26 municípios do Estado. A orquestra executou obras de Mozart, Schubert, Villa-Lobos e Beethoven.





  • VIP IN TOUCH

  • CONTACT

  • Revista Vip Virtual

  •