• Guia do Arquiteto

      10/08/2016 | Cerâmica no Paisagismo por Darly Pellegrini

      Mostra 'Cerâmica no Paisagismo' reúne a arte da cerâmica com a natureza em ateliê de Sousas

      Evento acontece no dia 21 de agosto em clima intimista e em contato com a natureza com dicas de decoração, jardinagem, peças em cerâmica, além de workshop sobre orquídeas e suculentas

      O garimpo minucioso da beleza por trás de tudo aquilo que está ao redor e é concedido pela própria natureza. Esse é, talvez, um dos principais elos entre dois trabalhos artísticos que se mostram cada vez mais complementares: a cerâmica e o paisagismo. É justamente pensando na união desses dois elementos que a artista plástica Darly Pellegrini, com 25 anos de experiência com a arte da queima da argila em alta temperatura, abre as portas de seu ateliê para a mostra 'Cerâmica no Paisagismo', no distrito de Sousas, em Campinas. O evento acontece no dia 21 de agosto, a partir das 10h até às 18h, e tem entrada gratuita.

      O objetivo do evento é apresentar a arte da cerâmica integrada ao paisagismo, em que a originalidade e beleza das peças que são produzidas no ateliê se evidenciam. O local da exposição é uma área com muito verde, minuciosamente cuidada, onde a própria natureza já é um convite para um domingo diferenciado. "Tanto a natureza quanto a cerâmica remetem à própria vida da gente e, como nós, estão em constante transformação. Sinto que essa mostra de cerâmica é sobre isso: a liberdade de escolhas do meu trabalho e a beleza que há na junção de tudo isso", define a artista.

      A mostra contará com os itens de cerâmica que normalmente o ateliê produz. São esculturas, mandalas, utilitários diversos como pratos, travessas, bowls, bandejas, entre outros produtos. No entanto, o enfoque da exposição serão as peças criadas especialmente para o jardim e áreas externas como flores de bulbos, cachepôs e placas com temas que valorizam a natureza. Haverá também uma aula na parte da manhã que ensina os principais cuidados com as orquídeas e, na parte da tarde, com suculentas. Os workshops serão ministrados pela equipe de paisagistas da Bella Paisagem, também de Campinas.

      As peças desenvolvidas por Darly têm como destaque a técnica de anos de estudo e uma busca constante por aprendizado, mas refletem uma linguagem pessoal única e original desenvolvida com paixão pela cerâmica. "Na França, quando ainda estava na faculdade de artes, fiz dois cursos de cerâmica como especialização", conta a artista. Desde pequena, no entanto, a natureza já fisgava sua atenção. "Me lembro que eu morava em uma casa na beira do Rio Atibaia aqui em Sousas e minha brincadeira era pegar barro ali daquela área e modelar. Acho que a cerâmica já estava ali, começando a brotar", observa.
       
      Daí até a consolidação do ateliê, muitos anos se passaram, obviamente, e as técnicas começaram a se fortalecer. Hoje, o paper clay é uma das mais utilizadas, e consiste na adição de fibras de celulose misturadas à argila, normalmente para produzir peças mais delicadas. Até filtros de café e caixas de ovos podem servir de insumo para a mistura, que resulta em uma peça com estética sutil e singular.


      DIFERENCIAL

      Na mostra, além das peças direcionadas às áreas externas e de jardim, toda a linha de cerâmica da artista como as famosas folhas (pratos e travessas) marcará presença. A artista plástica Laura Rondinella, que é assistente de Darly há 5 anos, também expõe no dia. As duas conseguiram uma harmoniosa convivência de muita troca e aprendizagem, que é refletida nas obras. Laura explica que o visitante poderá apreciar incensários, luminárias, flores e animais de jardim exclusivos. Algumas destas peças receberão uma característica marcante do seu trabalho: a utilização da técnica de engobe.

      "É uma técnica milenar que recebe um trabalho de polimento com resultados que se parecem com xilogravura. É um verdadeiro resgate desta técnica primitiva e um diferencial na exposição", comenta Laura. Para Darly, fazer cerâmica é procurar na argila o que temos de mais insondável e lapidar cada peça, uma a uma com cuidado, é dedicar tempo e muito de si mesma. O equilíbrio da tradição milenar e do design atual vem do trabalho de pesquisa e da experiência de incansáveis tentativas de erros e acertos. "Transformar o barro em cerâmica é deixar a mágica acontecer. Que o nosso trabalho consiga mostrar toda a nossa paixão", convida.


      Garimpo minucioso é um dos elos entre a cerâmica e o paisagismo

      Peças assinadas pela artista plástica Laura Rondinella: técnica de engobe

      Equilíbrio: Para Darly, fazer cerâmica é procurar na argila o que temos de mais insondável e lapidar cada peça a partir daí
       

      A ARTISTA

      Darly Pellegrini é ceramista há 25 anos. É formada em Artes na École Nationale des Beaux Arts de Nancy, na França. Em 2005, obteve o título de Mestra em Artes Visuais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) com a dissertação intitulada "O Uso da Argila Como Meio Expressivo e de Auto Conhecimento". Participou de exposições no Brasil e no exterior e mantém atividades constantes em seu ateliê como mostras, cursos e oficinas, além da produção de variadas peças em cerâmica. Atualmente, Darly tem se encantado com a técnica de Paper Clay e aprofundado seus estudos. Criou um site sobre o assunto: www.paperclay.com.br. O site oficial da artista plástica é: www.darlyceramica.com.br  



      SERVIÇO
       
      O quê? Mostra 'Cerâmica no Paisagismo'
      Quando? – 21 de Agosto, das 10h às 18h
      Onde? – Ateliê Darly Pellegrini – Rua Ana Fratta de Paula, 715, bairro Parque Jatibaia, distrito de Sousas, em Campinas
      Quanto? – Gratuito





  • VIP IN TOUCH

  • CONTACT

  • Revista Vip Virtual

  •